6 dicas para ser um gestor de manutenção mais eficaz

Ser gestor de manutenção é uma tarefa que exige muito conhecimento, disciplina e capacidade de liderança. Isso porque sua função pode reduzir, e muito, os custos com manutenção, parada de máquina e com isso aumentar a produção em indústrias dos mais variados segmentos.

Para que um gestor de manutenção atinja mais eficiência no seu dia a dia é preciso estar atento a algumas regras e hábitos. Confira abaixo 6 dicas para ser um gestor de manutenção mais eficaz:

1 – Utilize listas

As listas são ótimas para melhorar a organização da sua rotina de trabalho. Com elas fica mais fácil visualizar todas as tarefas do dia e executá-las de maneira mais calma e por ordem de prioridade.

2 –  Controle o estoque

Controlar o estoque de peças de manutenção, de reposição e de sobressalentes é muito importante para que não se perca tempo procurando uma peça necessária para corrigir problemas da máquina. Ser rápido na solução de problemas é importante para que se mantenha a produtividade da equipe e para reduzir os custos da manutenção.

3  – Controle a disponibilidade de mão de obra

Controlar as ausências e horas extras dos funcionários de manutenção é importante para manter a programação de serviços de manutenção. Isso porque faltas excessivas podem atrapalhar o cumprimento de planos estabelecidos por falta de mão de obra no momento em que a manutenção for gerada.

4 -  Controle os custos de manutenção

Controlar custos através de planos de manutenção programadas, registros de custos manutenção e mão de obra de terceiros, além de um controle de custos operacionais básicos é essencial para prever os custos envolvidos em atividades simples até as mais complexas.

5  –  Controle o desempenho de manutenção

De nada adianta uma manutenção ineficiente, por isso é necessário estar atento a alguns itens importantes como:

– Nível de capacitação dos executores do serviço

– Operação correta da máquina

6 – Controlar indicadores de manutenção

Os indicadores de manutenção são importantes para que se tenha uma visão baseada em dados de parada de máquina e tempo médio entre reparos. Para isso é necessários estar atentos aos indicadores MTBF (tempo médio entre reparos), MTTR (tempo médio de reparo) e Disponibilidade (o cálculo é feito dividindo o MTBF por MTTR + MTBF multiplicado por 100). Para melhorar a disponibilidade é necessário aumentar o valor de MTBF e reduzir o MTTR. Para atingir esses resultados é importante estar atentos ao tempo de vida útil das peças das máquinas, quando maior o tempo de vida, melhores serão os indicadores.

Quer controlar a disponibilidade de seus equipamentos? Criamos uma planilha para te ajudar! Clique logo abaixo para fazer o download e começar hoje mesmo a melhorar seus indicadores.

Compartilhe este conteúdo:

Calcule a disponibilidade de seus equipamentos

Controlar a disponibilidade de equipamentos é fundamental para traçar estratégias corretas de manutenção e também para conhecer melhor cada um dos equipamentos.

ico-estudo-de-caso-2

Entre em contato conosco

Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

    Entre em contato conosco

    Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Qual é a sua necessidade?

      Entre em contato conosco e descreva qual o seu problema para que possamos avaliar de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Conheça os revestimentos contra desgastes metálicos e cerâmicos utilizados pela Rijeza.

      Conheça as principais aplicações dos revestimentos contra desgastes na indústria.

      Rijeza Metalurgia

      Revestimentos contra desgastes

      RS 240, KM 4, 3815, Bairro Scharlau
      São Leopoldo – RS

      Desenvolvido por
      SiriusPrime

      Qual a sua necessidade?

      Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

        Agradecemos pelo seu interesse!

        Faça o download deste material clicando no botão a seguir:

        ×

        Olá!

        Clique no contato abaixo para iniciar uma conversa:

        × Como podemos ajudá-lo?