Corrosão Galvânica: saiba como você pode prevenir

corrosão galvânica em roda de trator

corrosão galvânica é um processo eletroquímico. Todos os metais possuem potenciais eletroquímicos diferentes entre si.  Quando dois metais de potenciais diferentes entram em contato elétrico e estão imersos em um eletrólito, um dos metais sofre o processo de corrosão. É possivelmente a forma de corrosão mais encontrada nestes casos.

Exemplos de corrosão galvânica

Segundo o site CRV Industrial, existem alguns exemplos de corrosão galvânica, como, por exemplo:

Estátua da Liberdade

Nos anos 80, alguns especialistas detectaram um processo de corrosão entre chapas de revestimento externo. Essas chapas, feitas de cobres e a estrutura da estátua feita de ferro forjado. O trabalho de restauração da estátua necessitou da desmontagem integral e sua substituição do isolamento original por elementos de Teflon.

Célula de Lasanha

Esse processo de corrosão galvânica, conhecido como célula de lasanha, acontece de forma acidental que ocorre quando o alimento úmido e salgado é armazenado em um recipiente de aço (ou forma) e coberto por uma folha de alumínio. Os pontos que são tocados pelo alumínio, são corroídos, formando buracos, enquanto a comida fica com resíduos de corrosão.

Como prevenir a corrosão galvânica

  • Isolar eletricamente os dois metais. Se não existir contato eléctrico, não ocorre o par galvânico. Isto pode ser alcançado usando materiais não-condutores colocados entre metais de potenciais eléctricos padrão distintos. As tubagens podem ser isoladas colocando um tubo de plástico ou interiormente isolado com um revestimento e com comprimento suficiente para ser eficaz. Por motivos de segurança não se deve fazer isso quando exista um sistema de ligação à terra que utilize a tubagem para este fim.
  • Embarcações metálicas ligadas a uma alimentação eléctrica desde terra, têm normalmente o casco ligado à terra por razões de segurança. No entanto, a extremidade dessa ligação à terra é quase de certeza um varão de Cobre enterrado algures nas instalações portuárias, resultando numa “bateria cobre-aço de cerca de 0.5V. Nestes casos, a utilização de um isolamento galvânico é essencial. Para tal utilizam-se dois díodos em série. Isto previne qualquer fluxo de corrente enquanto a voltagem aplicada é menor que 1.4V (0.7V por díodo), mas permite um fluxo total de corrente no caso de uma avaria eléctrica. No entanto poderá ocorrer uma diminuta fuga de corrente através dos díodos, a qual pode resultar numa corrosão um pouco mais rápida que o normal.
  • Garantir que não ocorre contato com o eletrólito. Isto pode ser alcançado com compostos repelentes de água como as Massas Consistentes ou por revestir os metais com uma camada protetora impermeável, tal como uma tinta, verniz ou plástico adequado, ou mesmo, um revestimento de alumínio, que vai garantir uma barreira para proteção contra corrosão. Se não for possível revestir ambos os metais, o revestimento deverá incidir no mais nobre (O material com maior potencial de eléctrodo). No caso de algum dano no revestimento, existirá uma grande área catódica e uma pequena área anódica, e, para a área exposta anódica, a velocidade de corrosão será elevada.

Clique aqui para você encontrar mais modos de prevenir a corrosão galvânica.

Tenho falado muito sobre  o quanto as empresas gastam tentando resolver problemas de desgaste em peças. O dinheiro é mal investido e uma das principais causas falta de conhecimento técnico a respeito dos mecanismos de desgastes.

Esse problema não é diferente quando se trata da Corrosão Galvânica. Ela pode ser prevenida, mas para isso é importante se ter o conhecimento de como ela funciona.

Quer saber como ela acontece e como prevenir? Baixe a seguir nosso material explicativo.

Compartilhe este conteúdo:

Corrosão galvânica: Como acontece e como prevenir

A corrosão galvânica é um processo eletroquímico. Todos os metais possuem potenciais eletroquímicos diferentes entre si. Quando dois metais de potenciais diferentes entram em contato elétrico e estão imersos em um eletrólito, um dos metais sofre o processo de corrosão. Quer saber mais sobre esse mecanismo de desgaste? Faça o download do nosso material.

ico-estudo-de-caso-2

Entre em contato conosco

Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

    Entre em contato conosco

    Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Qual é a sua necessidade?

      Entre em contato conosco e descreva qual o seu problema para que possamos avaliar de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Conheça os revestimentos contra desgastes metálicos e cerâmicos utilizados pela Rijeza.

      Conheça as principais aplicações dos revestimentos contra desgastes na indústria.

      Rijeza Metalurgia

      Revestimentos contra desgastes

      RS 240, KM 4, 3815, Bairro Scharlau
      São Leopoldo – RS

      Desenvolvido por
      SiriusPrime

      Qual a sua necessidade?

      Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

        Agradecemos pelo seu interesse!

        Faça o download deste material clicando no botão a seguir:

        ×

        Olá!

        Clique no contato abaixo para iniciar uma conversa:

        × Como podemos ajudá-lo?