Custos de Manutenção: Como reduzi-los em 400% em peças de turbinas hidrelétricas?

Texto publicado originalmente no LinkedIn.

Há 6 anos atrás, recebemos um grande desafio. Aumentar a vida útil de peças de uma hidrelétrica que sofriam desgaste acentuado, com confiabilidade e redução de custos de manutenção. A turbina era do tipo Francis e os principais pontos de desgastes eram nas palhetas diretrizes e nas tampas. A primeira informação que recebemos foi que na cabeceira do rio existia uma empresa que realizava corte de granito e que, na água, existiam muitas partículas de quartzo. O rotor, as tampas e as palhetas diretrizes eram todos fabricados em aço AISI da série 400, com dureza de 40 HRC. A vida útil do conjunto era bastante reduzida. Em 6 meses as peças se encontravam com elevado nível de desgaste, conforme as imagens abaixo.

A solução que encontramos

A primeira ação que realizamos foi coletar informações com o cliente a respeito do PH da água, o que encontravam nela e solicitamos também imagens das peças desgastadas. Precisávamos ainda conhecer qual o tipo de material que estavam utilizando normalmente para a fabricação dessas peças. Essas informações nos ajudariam na análise da situação e a verificar se teríamos condições de minimizar esse problema com redução de custos para o cliente.

A análise nos mostrou que o desgaste era um típico “Desgaste por Erosão” . Não foi evidenciado “Desgaste por Cavitação” na superfície das peças. A partir dessa conclusão, determinamos o material a ser aplicado que, nesse caso, foi o Carboneto de Tungstênio. Escolhemos essa liga porque ela possui uma dureza bastante elevada e é apropriada para solucionar desgaste por erosão de partículas finas, que atingem a superfície em alta velocidade e em ângulos baixos (tangenciando a superfície da peça).

Os resultados

O resultado obtido foi um aumento de vida útil de 400%. As peças duravam aproximadamente 6 meses e conseguiram trabalhar por 2 anos após a realização da aplicação. O custo da aplicação foi de aproximadamente 20% do valor de uma peça nova. O objetivo proposto foi atingido. Conseguimos um grande aumento de vida útil com expressiva redução dos custos de manutenção.

E ainda, tudo isso contribuiu para reduzir os impactos ambientais, com o menor descarte de peças metálicas e o uso de uma tecnologia que é menos prejudicial ao meio-ambiente (Aplicação de revestimento de carboneto de tungstênio por Aspersão Térmica).

Conheça a seguir o estudo de caso sobre  a aplicação de revestimentos contra desgastes em Turbinas Hidrelétricas Francis.

Compartilhe este conteúdo:

Turbinas de Hidrelétricas Francis

Veja o Estudo de Caso e descubra o que diversas hidrelétricas do Brasil e da América Latina vem fazendo para que as peças de suas turbinas tenham uma vida útil maior e com isso tenham menos paradas para manutenção.

ico-estudo-de-caso-2

Entre em contato conosco

Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

    Entre em contato conosco

    Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Qual é a sua necessidade?

      Entre em contato conosco e descreva qual o seu problema para que possamos avaliar de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Conheça os revestimentos contra desgastes metálicos e cerâmicos utilizados pela Rijeza.

      Conheça as principais aplicações dos revestimentos contra desgastes na indústria.

      Rijeza Metalurgia

      Revestimentos contra desgastes

      RS 240, KM 4, 3815, Bairro Scharlau
      São Leopoldo – RS

      Desenvolvido por
      SiriusPrime

      Qual a sua necessidade?

      Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

        Agradecemos pelo seu interesse!

        Faça o download deste material clicando no botão a seguir:

        ×

        Olá!

        Clique no contato abaixo para iniciar uma conversa:

        × Como podemos ajudá-lo?