Desgaste por abrasão – Como eliminar?

Desgaste por abrasão - Como reduzir ou eliminar?

Você sabe identificar o desgaste por abrasão? Pode-se definir o desgaste por abrasão como a perda de material pela passagem de partículas rígidas sobre uma superfície. Esse tipo de desgaste se dá devido a partículas ou protuberâncias rígidas que são forçadas umas contra as outras, e movem-se ao longo de sua superfície que é sólida.

Você sabe como acontece o desgaste por abrasão?

O desgaste por abrasão é amplamente encontrado na indústria. Ele acontece em peças nas quais as superfícies possuem  movimentos relativos entre si. Esse tipo de desgaste acontece quando há uma remoção de material da superfície devido a ação de partículas duras presentes entre elas. O desgaste por abrasão pode ser entre dois e três corpos. Exemplos desse tipo de desgaste são encontrados em mancais, luvas de bombas, sedes de rolamentos, entre outros.

Você deve prestar atenção nesses dois tipos de desgaste por abrasão:

Entre dois corpos

Se dá quando o desgaste é causado por protuberâncias ou partículas rígidas que estão fixadas à superfície. Com o passar do tempo essas superfícies ficam mais desgastadas e perdem das partículas do objeto.

Entre três corpos

Você sabe que o desgaste por abrasão é por 3 corpos quando existem partículas sólidas entre as superfícies de contato (areia, poeira, limalhas, etc)

Você conhece os impactos ocasionados pelo desgaste por abrasão?

O desgaste por abrasão é um dos desgastes mais encontrados em equipamentos de indústrias como agricultura, mineração, siderurgia e papel e celulose. Isso por que esses segmentos processam materiais em grandes quantidades e possuem partículas sólidas em suspenção ou as próprias peças são atritadas durante o processo.  Isso faz com que os componentes de máquina se degradem, em muitos casos, em curto espaço de tempo e ocasionam os seguintes problemas para as empresas:

1 – Produção com defeito:

As peças desgastadas geram folgas nos equipamentos. Você vai ter ocorrências de produção de produtos com defeitos. Além de você ter retrabalhos, vai ter geração de sucata.

2 – Redução da produtividade:

Você pode ter que reduzir a velocidade de trabalho pra pelo menos manter a disponibilidade do equipamento. Você vai ter um aumento no preço por unidade produzida

3 – Paradas de máquinas:

Você sabe, as peças com desgaste por abrasão tem por consequência a necessidade de paradas dos equipamentos para sua substituição. Você vai ter como consequência a indisponibilidade da planta e o aumento dos custos por substituição. Faça a recuperação ou substituição desses componentes o mais breve possível por componentes de qualidade.

Você sabe como reduzir ou eliminar o desgaste por abrasão?

Você pode solucionar o reduzir sensivelmente o desgaste por abrasão de diversas maneiras. A falta de conhecimento pode tornar esse processo de solução caro ou ineficaz. Veja abaixo quatro pontos que você deve levar em consideração:

1 – Avalie se está sendo utilizado lubrificação apropriada na região de atuação:

Verifique se o desgaste por abrasão não está sendo ocasionado  devido a ausência de lubrificação no conjunto. Verifique também se o produto que está sendo utilizado para essa finalidade não está mal especificado (exemplo: lubrificante de baixa viscosidade em elementos que sofrem cargas elevadas).

2 – Selecione o material adequado para resistir ao desgaste por abrasão:

Verifique se o material base está apropriado ao uso. É bem comum identificarmos peças fabricadas com materiais nobres  que não suportam o desgaste por abrasão. Avalie se não há outro mecanismo de desgaste (como corrosão, por exemplo), agindo na superfície. A resistência do material pode ser bastante impactada nesses casos.

3 – Escolha o tratamento de superfície apropriado:

Entenda sobre os Tratamentos térmicos (como uma carbonitretação, por exemplo) revestimentos contra desgastes como o carboneto de tungstênio e o carboneto de cromo.  Eles são excelentes alternativas para a redução desse mecanismo de desgaste. A experiência mostra que componentes revestidos com esses materiais podem ter sua durabilidade incrementada em mais de 1000%. Você pode se beneficiar de um expressivo incremento na produtividade industrial. Você também pode ter  uma importante melhoria no indicador OEE.

Leia também:  Indicador OEE: aumento de 1% resulta em um lucro líquido 7% maior

4 – Muito importante:

Não deixe de testar a solução num laboratório especializado. Os testes são normalmente rápidos e baratos. Além disso eles dão um forte indicativo do que vai ocorrer com a peça no campo. Não coloque em risco a disponibilidade do equipamento. Saiba que existem métodos normalizados pra comparar o nível de resistência dos materiais. Você vai conseguir realizar uma escolha mais assertiva. Leia o material que preparamos pra contribuir com você nesse entendimento. Veja abaixo como realizar essa medição.

Compartilhe este conteúdo:

Entre em contato conosco

Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

    Entre em contato conosco

    Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Qual é a sua necessidade?

      Entre em contato conosco e descreva qual o seu problema para que possamos avaliar de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Conheça os revestimentos contra desgastes metálicos e cerâmicos utilizados pela Rijeza.

      Conheça as principais aplicações dos revestimentos contra desgastes na indústria.

      Avenida Parobé, 3815, Boa Vista
      São Leopoldo / RS – CEP 93150-015

      Desenvolvido por SiriusPrime

      Qual a sua necessidade?

      Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

        Agradecemos pelo seu interesse!

        Faça o download deste material clicando no botão a seguir:

        ×

        Olá!

        Clique no contato abaixo para iniciar uma conversa:

        × Como podemos ajudá-lo?