Desgaste por abrasão – Características e Solução.

Desgaste abrasivo

Você sabe identificar o desgaste por abrasão? Pode-se definir o desgaste por abrasão como a perda de material pela passagem de partículas rígidas sobre uma superfície. Esse tipo de desgaste se dá devido a partículas ou protuberâncias rígidas que são forçadas umas contra as outras, e movem-se ao longo de sua superfície que é sólida.

Você sabe como acontece o desgaste por abrasão?

O desgaste por abrasão é amplamente encontrado na indústria. Ele acontece em peças com movimentos relativos. Esse tipo de desgaste acontece quando há uma remoção de material da superfície devido a ação de partículas duras presentes entre elas. O desgaste por abrasão pode ser entre dois e três corpos. Exemplos desse tipo de desgaste são encontrados em mancais, luvas de bombas, sedes de rolamentos, entre outros.

Você deve prestar atenção nesses dois tipos de desgaste por abrasão:

Entre dois corpos

Se dá quando o desgaste é causado por protuberâncias ou partículas rígidas que estão fixadas à superfície. Com o passar do tempo essas superfícies ficam mais desgastadas e perdem das partículas do objeto.

Entre três corpos

Você sabe que o desgaste por abrasão é por 3 corpos quando existem partículas sólidas entre as superfícies de contato (areia, poeira, limalhas, etc)

Você conhece os impactos ocasionados pelo desgaste por abrasão?

O desgaste por abrasão é um dos desgastes mais encontrados em equipamentos de indústrias como agricultura, mineração, siderurgia e papel e celulose. Isso por que esses segmentos processam materiais em grandes quantidades e possuem partículas sólidas em suspenção ou as próprias peças são atritadas durante o processo.  Isso faz com que os componentes de máquina se degradem, em muitos casos, em curto espaço de tempo e ocasionam os seguintes problemas para as empresas:

1 – Produção com defeito:

As peças desgastadas geram folgas nos equipamentos. Você vai ter ocorrências de produção de produtos com defeitos. Além de você ter retrabalhos, vai ter geração de sucata.

2 – Redução da produtividade:

Você pode ter que reduzir a velocidade de trabalho pra pelo menos manter a disponibilidade do equipamento. Você vai ter um aumento no preço por unidade produzida

3 – Paradas de máquinas:

Você sabe, as peças com desgaste por abrasão tem por consequência a necessidade de paradas dos equipamentos para sua substituição. Você vai ter como consequência a indisponibilidade da planta e o aumento dos custos por substituição. Faça a recuperação ou substituição desses componentes o mais breve possível por componentes de qualidade.

Você sabe como reduzir ou eliminar o desgaste por abrasão?

Você pode solucionar o reduzir sensivelmente o desgaste por abrasão de diversas maneiras. A falta de conhecimento pode tornar esse processo de solução caro ou ineficaz. Veja abaixo quatro pontos que você deve levar em consideração:

1 – Avalie se está sendo utilizado lubrificação apropriada na região de atuação:

Verifique se o desgaste por abrasão não está sendo ocasionado  devido a ausência de lubrificação no conjunto. Verifique também se o produto que está sendo utilizado para essa finalidade não está mal especificado (exemplo: lubrificante de baixa viscosidade em elementos que sofrem cargas elevadas).

2 – Selecione o material adequado:

Verifique se o material base está apropriado ao uso. É bem comum identificarmos peças fabricadas com materiais nobres  que não suportam o desgaste por abrasão. Avalie se não há outro mecanismo de desgaste (como corrosão, por exemplo), agindo na superfície. A resistência do material pode ser bastante impactada nesses casos.

3 – Escolha o tratamento de superfície apropriado:

Entenda sobre os Tratamentos térmicos (como uma carbonitretação, por exemplo) revestimentos contra desgastes como o carboneto de tungstênio e o carboneto de cromo.  Eles são excelentes alternativas para a redução desse mecanismo de desgaste. A experiência mostra que componentes revestidos com esses materiais podem ter sua durabilidade incrementada em mais de 1000%. Você pode se beneficiar de um expressivo incremento na produtividade industrial. Você também pode ter  uma importante melhoria no indicador OEE.

 

Leia também:  Indicador OEE: aumento de 1% resulta em um lucro líquido 7% maior

 

4 – Muito importante:

Não deixe de testar a solução num laboratório especializado. Os testes são normalmente rápidos e baratos. Além disso eles dão um forte indicativo do que vai ocorrer com a peça no campo. Não coloque em risco a disponibilidade do equipamento. Saiba que existem métodos normalizados pra comparar o nível de resistência dos materiais. Você vai conseguir realizar uma escolha mais assertiva. Leia o material que preparamos pra contribuir com você nesse entendimento. Veja abaixo como realizar essa medição.

Compartilhe este conteúdo:

Entre em contato conosco

Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

    Entre em contato conosco

    Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Qual é a sua necessidade?

      Entre em contato conosco e descreva qual o seu problema para que possamos avaliar de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Conheça os revestimentos contra desgastes metálicos e cerâmicos utilizados pela Rijeza.

      Conheça as principais aplicações dos revestimentos contra desgastes na indústria.

      Rijeza Metalurgia

      Revestimentos contra desgastes

      RS 240, KM 4, 3815, Bairro Scharlau
      São Leopoldo – RS

      Desenvolvido por
      SiriusPrime

      Qual a sua necessidade?

      Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

        Agradecemos pelo seu interesse!

        Faça o download deste material clicando no botão a seguir:

        ×

        Olá!

        Clique no contato abaixo para iniciar uma conversa:

        × Como podemos ajudá-lo?