Metalização de Eixos: Você sabe pra que serve?

Processo de metalização de eixos

A metalização de eixos ganha cada vez mais força nos setores de manutenção de indústria de mineração, petróleo e gás e energia. Os eixos que trabalham em equipamentos industriais, como por exemplo os eixos de rotores de turbinas, eixos de motores elétricos, eixos de tração de locomotivas, eixos de bombas, sofrem desgastes por abrasão por inúmeros motivos.

Esses desgastes geram sérios danos às regiões de contatado. Eles perdem eficiência de operação e, em situações mais graves, ocasionam a parada do equipamento.

Mas você sabe pra que serve a metalização de eixos? Quais os ganhos possíveis de serem obtidos?

Como funciona a metalização de eixos

O processo consiste na projeção de partículas de uma determinada liga metálica (como aço inox ou carboneto de tungstênio, por exemplo) numa chama. Ela é amolecida pela ação da temperatura. O impacto gerado quando ela atinge a superfície ocasiona a sua deformação e consequente ancoramento, formando um revestimento metálico.

Principais vantagens

E o que se ganha com a metalização de eixos? Quais as suas principais vantagens? Nós identificamos 3 ganhos que tornam esse processo muito vantajoso:

1 – Velocidade de aplicação. É possível fazer a recuperação dimensional de um eixo desgastado, em um curto espaço de tempo.

2 – Temperatura de aplicação: o processo de metalização de eixos necessariamente deve ser realizado em temperatura inferior a 150ºC. Isso quer dizer que não existem riscos de deformação da peça ocasionado pela temperatura. A baixa temperatura também evita que sejam perdidas características técnicas de tratamentos térmicos já realizados na peça.

3 – Aumento de durabilidade: A grande variedade de ligas disponíveis pode proporcionar que o profissional faça a seleção de um material apropriado para o ambiente de trabalho e, como consequência, é possível obter aumento de vida útil superior a 500%. Em um ambiente que possui elevado nível de desgaste por abrasão, uma liga de carboneto de tungstênio pode ser utilizada. Já num ambiente com temperaturas elevadas, o Stellite 6 pode ser uma excelente alternativa. Já se o problema for mais simples, a metalização de eixos com aço inoxidável por ser uma alternativa bastante lucrativa.

Conheça a seguir o método de metalização através da aspersão térmica utilizado na Rijeza.

Compartilhe este conteúdo:

Processo de Metalização por Aspersão Térmica

Entenda como é feita a aplicação da camada de revestimento através do processo de metalização por aspersão térmica.

ico-landing-page

Entre em contato conosco

Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

    Entre em contato conosco

    Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Qual é a sua necessidade?

      Entre em contato conosco e descreva qual o seu problema para que possamos avaliar de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Conheça os revestimentos contra desgastes metálicos e cerâmicos utilizados pela Rijeza.

      Conheça as principais aplicações dos revestimentos contra desgastes na indústria.

      Rijeza Metalurgia

      Revestimentos contra desgastes

      RS 240, KM 4, 3815, Bairro Scharlau
      São Leopoldo – RS

      Desenvolvido por
      SiriusPrime

      Qual a sua necessidade?

      Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

        Agradecemos pelo seu interesse!

        Faça o download deste material clicando no botão a seguir:

        ×

        Olá!

        Clique no contato abaixo para iniciar uma conversa:

        × Como podemos ajudá-lo?