Indicadores de manutenção, você os conhece?

KPIs de manutenção

Os indicadores de manutenção são utilizados para orientar as ações dos profissionais da gestão da manutenção no sentido de padronizar ou melhorar o processo.

Classificação dos indicadores de manutenção

No nosso entendimento, eles devem ser classificados em 2 grupos:

1 – Indicadores de manutenção relacionados ao processo (eficiência): Eles medem se todas as atividades planejadas foram realizadas, com os recursos que estavam disponíveis, dentro dos prazos estabelecidos. Isso quer dizer que tudo foi realizado dentro do previsto, mas não necessariamente vai garantir o resultado para a empresa. Por exemplo, uma parada para manutenção pode ter sido realizada 100% dentro do tempo estabelecido, com a equipe planejada e dentro dos custos estabelecidos, mas não obteve e confiabilidade necessária.

Exemplo de indicadores desse grupo:

  • Horas de treinamento da equipe de manutenção
  • Cumprimento do plano de manutenção preventiva
  • MTTR – Tempo para reparos

Ou seja, se a gestão da manutenção de uma empresa for bastante organizada e tiver uma equipe bem qualificada pra fazer os reparos, ela vai ter os números desse grupo com excelentes números, mas não garantem a melhoria dos resultados globais da organização.

2 – Indicadores de manutenção de resultado (eficácia): São aqueles relacionados com a atividade fim do processo de gestão da manutenção.
  •  MTBF – Tempo médio entre falhas
  • Disponibilidade da planta
  • Custos totais de manutenção

Esses indicadores são impactados diretamente pelos desgastes das peças nos ambientes nos quais elas estão operando (desgaste por abrasão, erosão, corrosão, oxidação, entre outros).

Se os profissionais de manutenção dessa empresa tiverem uma boa qualificação em mecanismos de desgastes, por exemplo, eles vão conseguir gerar ações de melhoria que podem melhorar os indicadores de manutenção relacionados à eficiência, e, consequentemente, melhorar os indicadores de resultado.


Exemplo: Se um elemento de uma máquina (válvula de esfera por exemplo) tem um MTBF de 100 dias e o gestor de manutenção conseguir melhorar a resistência à abrasão da superfície da peça utilizando o revestimento de Stellite 6, o seu indicador MTBF pode passar para 200, 300 dias, e nesse caso vai impactar no indicador de disponibilidade da planta, de custo global.

Quer conhecer mais sobre os indicadores de manutenção? Nós preparamos um material para você, basta clicar aqui.

Compartilhe este conteúdo:

Entre em contato conosco

Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

    Entre em contato conosco

    Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Qual é a sua necessidade?

      Entre em contato conosco e descreva qual o seu problema para que possamos avaliar de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Conheça os revestimentos contra desgastes metálicos e cerâmicos utilizados pela Rijeza.

      Conheça as principais aplicações dos revestimentos contra desgastes na indústria.

      Rijeza Metalurgia

      Revestimentos contra desgastes

      RS 240, KM 4, 3815, Bairro Scharlau
      São Leopoldo – RS

      Desenvolvido por
      SiriusPrime

      Qual a sua necessidade?

      Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

        Agradecemos pelo seu interesse!

        Faça o download deste material clicando no botão a seguir:

        ×

        Olá!

        Clique no contato abaixo para iniciar uma conversa:

        × Como podemos ajudá-lo?