Indicador OEE: aumento de 1% resulta em um lucro líquido 7% maior

Indicador OEE

O indicador OEE é um dos principais mecanismos de medição de produtividade utilizado atualmente. Ele foi desenvolvido pelos japoneses como ferramenta do TPM (Manutenção Produtiva Total. Ele identifica quanto um equipamento está agregando de valor para o processo.

Ele responde basicamente a 3 perguntas:

1 – Quanto tempo meus equipamentos ficam disponíveis para produzir? O tempo que o equipamento está parado pode ser classificado em paradas planejadas (paradas para treinamentos, manutenções preventivas, almoço, etc) e não planejadas (falta de matéria prima e quebras de máquinas, por exemplo)

2 – Com que velocidade meus equipamentos estão produzindo? É a relaçao entre a velocidade de produção atual e a velocidade na qual o equipamento deveria produzir. As perdas de velocidade podem estar diretamente relacionadas com o tempo de uso e o desgaste de peças dos equipamentos.

3 – Com que qualidade é realizada a produção? É o tempo perdido com a produção de peças defeituosas. São as não conformidades geradas na produção. Elas podem ser causadas por uma falha do operador ou por peras de parâmetros operacionais gerados por peças desgastadas.

Essas variáveis mencionadas acima estão completamente relacionadas com o nível de desgaste de peças. Em alguns processos, os equipamentos podem ter uma sensibilidade muito maior devido à precisão das peças e o desgaste passa a gerar sérios problemas que vão impactar diretamente no indicador OEE. Reduzir o desgastes de peças proporciona dois grandes resultados para as empresa:

1 – Melhoria do indicador OEE: A redução dos desgastes (como desgastes por abrasãocorrosão erosão, por exemplo) reduz o número de paradas, aumenta a disponibilidade, reduz a produção de itens fora de especificação.

2 – Aumento da lucratividade: Pesquisas mostram que melhorar 1% o indicador de OEE pode representar uma melhoria de 7% no resultado financeiro da empresa.

O desgaste de peças nos equipamentos é uma das principais causas de redução do nível do indicador OEE. Ele reduz a performance dos mesmos, com consequente redução da qualidade do produto produzido e finalmente gera a necessidade de parada para manutenção corretiva. que reduz a disponibilidade do equipamento para produção. Para descobrir o indicador OEE da sua empresa, basta fazer a soma dos resultados da disponibilidade, performance e qualidade. Quanto mais próximo de 100% estiver, melhor será. Aumentar em 1% o OEE de sua empresa reflete em 3 a 7% mais lucro líquido. Imagine então aumentar seu OEE em 10% ou mais!

A aplicação de revestimentos contra desgastes pode ser uma importante alternativa para reduzir os desgastes e melhorar o indicador OEE. Os cases de sucesso mostram que uma boa seleção desses revestimentos pode incrementar a durabilidade de um componente crítico para o processo em mais de 500%. Veja por exemplo o caso de uma simples chapa de desgaste utilizada em um processo de laminação. Sua durabilidade era de 3 dias – Acesse o estudo de caso pra ver os incríveis resultados obtidos – Estudo de Caso – Chapas de Desgaste de processo de laminação a quente.

Essas escolhas não são difíceis de serem realizadas. Elas passam pelo conhecimento do que está acontecendo na superfície da peça. É importante que o profissional de manutenção faça uma correta classificação do mecanismo de desgaste que está agindo na superfície e reduzindo a durabilidade do componente. Nós preparamos um material pra ajudar nesse conhecimento. É bastante simples, mas pode trazer resultados expressivos quando se entende as sutis diferenças de conceitos. Você pode acessar abaixo o pdf completo desse material.

 

Compartilhe este conteúdo:

Conheça os principais Mecanismos de Desgastes

Baixe esse material. Ele vai ajudar você melhorar seus equipamentos e o seu Indicador OEE

ico-estudo-de-caso-2

Entre em contato conosco

Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

    Entre em contato conosco

    Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Qual é a sua necessidade?

      Entre em contato conosco e descreva qual o seu problema para que possamos avaliar de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Conheça os revestimentos contra desgastes metálicos e cerâmicos utilizados pela Rijeza.

      Conheça as principais aplicações dos revestimentos contra desgastes na indústria.

      Avenida Parobé, 3815, Boa Vista
      São Leopoldo / RS – CEP 93150-015

      Desenvolvido por SiriusPrime

      Qual a sua necessidade?

      Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

        Agradecemos pelo seu interesse!

        Faça o download deste material clicando no botão a seguir:

        ×

        Olá!

        Clique no contato abaixo para iniciar uma conversa:

        × Como podemos ajudá-lo?