Gestão da Manutenção e seus objetivos

profissional de gestão da manutenção

A gestão da manutenção compreende o conjunto de ações necessárias para conservar as condições originais ou melhores de um equipamento, mesmo considerando seu desgaste natural ou previsto.

Estima-se que, em média, 4,47% do faturamento bruto das empresas sejam destinados a custos com manutenção.

Equívocos no planejamento da gestão da manutenção levam a perdas financeiras consideráveis à empresa, tais como:

1 – Perdas financeiras diretas, com alocação de recursos de última hora;
2 – Perdas financeiras Indiretas, com paradas para manutenção corretiva no processo produtivo;
3 –  Credibilidade no mercado: com certeza a mais significativa de todas as perdas.

Um erro no processo de gestão da manutenção em um único setor pode originar uma série de problemas no resto da cadeia produtiva resultando em um não cumprimento dos
objetivos corporativos.

O programa de gestão da manutenção surge como fator competitivo para as empresas que desejam ampliar seus lucros e buscar o seu lugar no mercado. O sucesso dos processos de manufatura esta diretamente ligado à gestão da manutenção e suas ações preventivas, detectivas e também corretivas.
Na expectativa de se antecipar às falhas difundem-se as técnicas de Manutenção Preventiva e de Manutenção Preditiva. Nessa tendência, gestão da manutenção passa a ser um pilar estratégico, prevenindo a falhas, evitando paradas imprevistas e melhorando o indicador de OEE.

Uma das estratégias para melhorar os resultados da gestão da manutenção passa pelo conhecimento dos mecanismos de desgaste presentes no processo produtivo através do estudo da tribologia.

Leia também: Tribologia – o que é?

O domínio desse conhecimento por parte do profissional de manutenção permite que ele consiga selecionar uma melhor alternativa de revestimentos contra desgastes, por exemplo, que vai garantir bons resultados, com vantagens como

1 –  Aumento da vida útil de peças e equipamentos, com confiabilidade;
2 –  Maior disponibilidade de máquinas e sistemas e consequente melhoria do indicador de OEE;
3 –  Melhor precisão na projeção de troca e/ou manutenção do componente desgastado.

A correta seleção de soluções para aumentar a vida útil de peças com confiabilidade contribui de maneira importante para a excelência na gestão da manutenção.

Veja o caso de sucesso a seguir: Aplicação de Carboneto de Tungstênio em cone de reenvio do processo de aplicação de verniz em fio de cobre.

Compartilhe este conteúdo:

Cone de Reenvio do processo de fabricação de fio de cobre esmaltado

O cone de reenvio é responsável pela passagem do fio de cobre pelo processo de aplicação do verniz de proteção. O fio passa pela sua superfície em alta velocidade e ocasiona o desgaste por abrasão.

ico-estudo-de-caso-2

Entre em contato conosco

Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

    Entre em contato conosco

    Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Qual é a sua necessidade?

      Entre em contato conosco e descreva qual o seu problema para que possamos avaliar de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

      Conheça os revestimentos contra desgastes metálicos e cerâmicos utilizados pela Rijeza.

      Conheça as principais aplicações dos revestimentos contra desgastes na indústria.

      Avenida Parobé, 3815, Boa Vista
      São Leopoldo / RS – CEP 93150-015

      Desenvolvido por SiriusPrime

      Qual a sua necessidade?

      Descreva abaixo de que forma podemos auxiliar o seu negócio:

        Agradecemos pelo seu interesse!

        Faça o download deste material clicando no botão a seguir:

        ×

        Olá!

        Clique no contato abaixo para iniciar uma conversa:

        × Como podemos ajudá-lo?